quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Sorriso da boca até ao nariz


Sabes quando as crianças
pregam uma partida e,
se escondem num sorriso
da boca até ao nariz?
Hoje sinto-me assim
Meio criança, meio feliz
Apetecia-me trocar-te
O Champô por Ketchup
E por segundos imaginar
O teu ar infeliz…
E já cheia de adrenalina
Esconder-me dentro do armário
Com medo daquilo que fiz
Para comer o teu sorriso
…cheio de mostarda no nariz
No brilho de um olhar feliz


Não havia ketchup,
Fica o poema!


Cristina

Sem comentários:

Enviar um comentário